Mulher, Intimismo e Violência Conjugal: Tecendo Redes e Historias Código: 731292

  • Cristine Monteiro Mattar
PRISMAS
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 25 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Cristine Monteiro Mattar
ISBN9788555072833
Numero de Páginas201
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraPRISMAS
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

Se você está vivendo ou conhece alguém que vivencie situações de violência conjugal neste momento, este livro poderá te interessar. Nele, a autora descreve o horizonte histórico no qual foram sendo forjadas as relações afetivas e conjugais, no âmbito das quais tudo concorre para que a violência contra a mulher siga silenciada e protegida em toda a parte. As práticas e discursos que compõem a malha sócio-cultural na qual vivemos são tão eficazes, que levam as próprias mulheres a acreditarem que m erecem apanhar, serem estupradas, xingadas, vigiadas, ameaçadas, exploradas e humilhadas por aqueles com os quais convivem diariamente e a quem tentam, com frequência, proteger. Cercadas de olhos e ouvidos que não querem ver suas marcas nem escutar s ua voz ou seus gritos, seguem sozinhas na multidão que reafirma, a cada instante, que devem permanecer onde estão. Ou procuram ajuda, furam o bloqueio do silêncio e do isolamento, exigem políticas públicas de qualidade e recebem o apoio da comunidade , como aconteceu com Ana e Maria. Mulheres reais, que contam como decidiram dar um basta na violência que marcava suas vidas e seus casamentos, reassumindo o tear da própria trajetória. Se você faz parte desse grupo, não se cale: procure ajuda. Acred ite, é possível interromper o ciclo do medo e da culpa que marcam a sua vida nesse momento. Saiba que, se o casamento não é sinônimo do final feliz dos contos de fadas, também não precisa ser o inferno consentido e perigoso das agressões.
Minha Conta