Polvo e o Porto, O: A Cia. Docas de Santos 1888 - 1914 Código: 732492

  • Cezar Honorato
PRISMAS
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 25 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Cezar Honorato
ISBN9788555072826
Numero de Páginas302
Numero de Edição2
Ano de Edição2016
EditoraPRISMAS
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

"Oficialmente instituída em 1831, a Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, situada no município sergipano de Estância, tornado sede diocesana em 1960, constitui um formidável exemplo de como a fé católica, seus agentes e suas práticas contribuem para a configuração da identidade, da cultura e do caráter de um povo. Ao longo deste livro, figuras expressivas do cenário nacional, a exemplo do Imperador D. Pedro II, do beato Antônio Conselheiro, do diplomata Gilberto Amado, dos arcebispos da Bahia e dos núncios apostólicos no Brasil, surgem como partícipes ou promotores de significativos eventos da Igreja em Estância, ao lado de autoridades eclesiásticas e políticas locais, fiéis leigos e cidadãos comuns. Embasado numa grande quantidade de fo ntes documentais, textos memoralísticos e relatos diversos, este livro proporciona ao leitor um vívido retrato do cotidiano de uma autêntica comunidade católica e suas interrelações com o contexto eclesial e social mais amplo. Destacase, nesse senti do, o papel de antigas irmandades e de outras associações leigas, bem como a trajetória e o trabalho de parócos, coadjutores e bispos diocesanos. Igualmente, são apresentadas diversas manifestações de religiosidade popular surgidas no município, algu mas das quais ainda hoje existentes. Assim, por sugerir temas para futuras pesquisas e contribuir para uma maior compreensão acerca das expressões históricas que o catolicismo veio assumindo no cotidiano das cidades brasileiras, destinase esta obra a todos os que se dedicam a estudos sobre o catolicismo no Brasil." "É preciso repensar a infraestrutura econômica brasileira. Principalmente quando se trata de uma grande ausência na historiografia de um país como o nosso, fundamentalmente voltado p ara o mar. OS PORTOS! Esta obra busca resgatar, a partir da Companhia Docas de Santos, do Porto de Santos e do Grupo Guinle, a modernização portuária brasileira, a montagem de um direito de concessão e as articulações/conflitos dos interesses de um grupo econômico no campo da política. Tratase de trabalho fundamental para todos os que querem entender a modernização brasileira, além de contribuir para o atual debate acerca das privatizações dos serviços públicos. Absurdamente, estava esgotada há mais de vinte anos e está sendo agora relançada. Por tais razões, renovase como referência para historiadores, juristas, economistas, cientistas sociais e demais interessados em entender melhor nosso Brasil."
Minha Conta