Direito Penal dos Vulneráveis, O: Uma Análise Critica da Busca do Reconhecimento Por Meio do Direito Penal Código: 739718

  • Daniela Lima Barreto
LUMEN JURIS
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 7 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Daniela Lima Barreto
ISBN9788584406302
Numero de Páginas320
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraLUMEN JURIS
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

“Para os grupos vulneráveis, a inclusão no catálogo de pessoas capazes de ser chamadas de sujeitos de direito ocorreu e vem ocorrendo progressivamente. Entretanto, em razão das dificuldades ostentadas por esses indivíduos por causa de sua condição de vulnerabilidade, essas conquistas tendem a se limitar ao plano formal. São dotadas de baixa efetividade, o que, em efeito, equivale ao não reconhecimento, pois o indivíduo se sente desrespeitado, uma vez que suas pretensões jurídicas não surtem efei tos, sua voz não é ouvida.” Mais do que nunca assistimos a mobilizações pelas minorias – nas ruas, nas páginas dos jornais, nas redes sociais e em debates transmitidos por emissoras de televisão. Mas até que ponto as minorias de raça, gênero e etnia , entre outras, encontram soluções no plano jurídico para as situações de coerção e desrespeito que enfrentam diariamente? Este livro traz uma análise crítica da busca pelo reconhecimento pelo qual as minorias tanto lutam. Seria realmente o Direito Penal a via mais eficaz para alcançar esse objetivo? Daniela Lima Barreto faz uma avaliação minuciosa de teóricos da filosofia política, da criminologia crítica e da vitimologia, examina o percurso histórico da propositura de algumas legislações embl emáticas nessa temática e procura, na análise das leis brasileiras em vigência, por uma lente garantista, a resposta para essa pergunta. O resultado é um tratado analítico sobre o “Direito Penal dos vulneráveis” e sua posição no mundo de hoje. É fat o que as mobilizações são fundadas em um anseio genuíno por proteção, mas, o mais coercivo dos Direitos e a lógica do “quanto mais punição, mais proteção” talvez não sejam a melhor resposta.
Minha Conta