Somos Azuis, Pretos e Brancos Código: 751599

  • Léo Gerchmann
AGE - AQUAROLI BOOKS
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 14 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Léo Gerchmann
ISBN9788583432494
Numero de Páginas136
Numero de Edição2
Ano de Edição2016
EditoraAGE - AQUAROLI BOOKS
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

O Grêmio foi fundado quinze anos depois da abolição da escravatura no Brasil. Não havia sede, não havia lugar de reunião, não havia nada. O único patrimônio do clube era uma bola de futebol, a primeira surgida em Porto Alegre, trazida pelo paulista C ândido Dias. Os fundadores não eram empresários, nem nababos, não tinham posses. Eram jovens que se encontravam no restaurante Dona Maria, no Centro, e que tinham ficado entusiasmados com um evento ocorrido no feriado de Independência de 1903. Naquel e dia, o Sport Club Rio Grande, que viera à capital numa custosa viagem de vapor, fizera uma apresentação do novíssimo esporte criado na Inglaterra e que fora trazido ao Brasil pelo centroavante bigodudo Charles Miller oito anos antes. A apresentação do Rio Grande foi tão empolgante que dois grupos de amigos resolveram organizar clubes de futebol: os comerciários liderados por Cândido Dias, que fundaram o Grêmio, e alguns alemães e descendentes de alemães, que fundaram um clube denominado Fussba ll. Os dois clubes nasceram no mesmo dia, 15 de setembro de 1903. A ideia inicial desses dois clubes era promover encontros internos. Eles não jogavam nem um contra o outro. Os amigos jogavam entre si, como garotos de subúrbio. Não existia campeonato , nem torneio, nem mesmo amistoso. Mais tarde é que o Grêmio e o Fussball decidiram se enfrentar, colocaram uma taça em disputa, e o Grêmio venceu. Mas era uma partida por semestre, imagine. Esse começo mais do que amador, quase casual, talvez fosse suficiente para mostrar que a intenção dos jovens fundadores era apenas recreativa. Jamais um clube, nessas circunstâncias, seria concebido com intenção de ser democrático, antidemocrático ou de alguma forma ideológico. A ideia era bater uma bolinha com os amigos. Como disse no início, fazia apenas quinze anos que a escravidão havia sido abolida. Negros e brancos não participavam de atividades conjuntas simplesmente porque não seria natural que isso ocorresse.
Minha Conta