Filosofia Animal: Humano, Animal, Animalidade Código: 756565

  • Jelson Oliveira
PUCPRESS
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 18 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Jelson Oliveira
ISBN9788568324578
Numero de Páginas420
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraPUCPRESS
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

A urgência de pensar o animal é a mesma que obriga a refletir criticamente sobre a crença milenar na primazia ontológica do ser humano e em sua superioridade diante das outras espécies, contra as quais ele implementa lancinantes expedientes de explor ação, experimentação e consumo que não só têm produzido todo tipo de sofrimento (o que já é terrível e condenável por si só) como têm contribuído para a extinção de muitas formas de vida que povoam ares, terras e águas. Esse primeiro contrassenso, de cunho ontológico, fechou o animal em seu círculo próprio pretensamente intransponível (porque sem mediação linguística) e se desdobrou em um embuste moral que levou o homem a negar a própria animalidade em vista do presumido melhoramento fundado na racionalidade, cujo resultado foi o adoecimento, o enfraquecimento e o fastio do homem consigo mesmo. Não é por outro motivo que a filosofia contemporânea tem se dedicado a rever a condição ontofenomenológica e a relação ética entre animais humanos e não humanos, tendo como fio condutor a própria animalidade que os unifica ontologicamente: em seu sentido mais complexo, esse se tornou um dos temas centrais do pensamento filosófico, especialmente a partir da segunda metade do século passado, cujo empenho tem sido desconstruir as prejudiciais hierarquias no plano geral da vida e repensar o animal humano em sua íntima relação com o inteiro mundo da vida. Em tempos de um anti-humanismo que anunciou o fim do homem, abrindo caminho para muitas qui meras do pós e do transumanismo, pensar o animal pode ser um caminho para a renovação cultural e a afirmação de uma nova atitude dos seres humanos diante de si mesmos e diante do reino extra-humano, por onde vagam as vítimas silenciosas da nossa atua l civilização urbano-tecnológica. Por isso, com a questão animal, a filosofia se reaproxima de seus grandes temas, do ponto de vista ontológico, epistemológico, antropológico e ético. A presente obra interessa a filósofos, bioeticistas, linguistas, l iteratos, defensores da causa animal e todos os que se preocupam com esse tema. Reunindo de forma inédita no Brasil textos de especialistas renomados nacional e internacionalmente, Filosofia animal pretende oferecer ao leitor um panorama do debate at ual sobre esse assunto, com o qual a filosofia assume a sua tarefa zoofilosófica – algo que faz dela, no limite, uma filozoofia: um amor pelo animal e um saber que nasce dele.
Minha Conta