Ironia Trágica em Heródoto, A Código: 725626

  • Marcos Cardoso Gomes
PRISMAS
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 25 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Marcos Cardoso Gomes
ISBN9788555071942
Numero de Páginas325
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraPRISMAS
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

Ao iniciar Histórias, em seu Proêmio, Heródoto se propõe a tratar das razões por que gregos e bárbaros se desentenderam. Despreza as tradições míticas, tratando relatos dessa natureza como incidentes banais, propondose a considerar os motivos verdade iramente relevantes dessa disputa, sustentando suas explicações na razão e no comportamento humano. Atento a informações de caráter geográfico, etnológico, sociológico, religioso, Heródoto vai apresentando os povos, mas sempre conduzindo seu discurs o em torno da figura do soberano, desde sua ascensão até sua queda. Esse soberano rei, tirano ou uma figura de destaque age de uma forma quase previsível. Em princípio, essa se interessa pelo bemestar de seu povo entretanto, com o passar do tempo, seu esforço transformase em ganância e em preservação de seu status. Na cegueira com que se entrega ao poder consiste a ironia, e é trágica, porque é um destino já préanunciado que o soberano, em sua condição humana, não consegue evitar.
Minha Conta