História Universal da Mentira, A Código: 728887

  • Roland Fischmann
AMARILYS EDITORA - GRUPO MANOLE
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 7 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Roland Fischmann
ISBN9788578682514
Numero de Páginas164
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraAMARILYS EDITORA - GRUPO MANOLE
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

Mentiras começam cedo. A primeira mentira ensinada a uma criança é a chupeta. Os bebês querem o peito da mãe, mas recebem a chupeta. É uma espécie de acordo: o bebê acredita na mentira e a mãe fica satisfeita por ver seu filho feliz. Não é à toa que a lição mais difícil a ser aprendida é o respeito à verdade. Comportar-se à mesa, lavar as mãos, escovar os dentes são lições fáceis. Não por acaso a mentira é um dos pecados mais graves, incluso nos Dez Mandamentos: “Não darás falso testemunho”. Cri anças pequenas aprendem pela experiência que mentir pode evitar punições. De maneira complementar, existem aqueles que acreditam que as crianças mentem por insegurança. Nesse estágio do desenvolvimento, as crianças às vezes contam mentiras fantástica s e inacreditáveis, parecidas com a mentira de Koko. São necessários anos de observação para desenvolver um entendimento adequado. A interferência da família também é imprescindível para que a criança compreenda, por meio de bons exemplos, a forma co rreta de agir e os limites sociais, ou seja, quais mentiras são socialmente aceitáveis.
Minha Conta