Que É Crítica Literária?, O Código: 1076301

  • Fabio Akcelrud Durão
NANKIN
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 7 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Fabio Akcelrud Durão
ISBN9788577511068
Numero de Páginas120
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraNANKIN
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

Livro ensina e estimula a prática da crítica literária O que é crítica literária? explora logo de início a ambiguidade do ponto de interrogação: o sinal caracteriza tanto uma pergunta – que induz o receptor a respondê-la por meio de uma definição, e ponto-final – quanto uma questão, que não precisa ser unívoca, concisa, nem mesmo ter um fim. É nesse segundo aspecto que Fabio Akcelrud Durão, professor do Departamento de Teoria Literária da Unicamp, com doutorado em literatura pela Duke University (EUA), mergulha ao longo da obra, que instiga o fazer da crítica com base na formulação de hipóteses. Segundo Durão, o questionamento do título se direciona a um público amplo, que inclui docentes e alunos de cursos de Letras, além de estudantes de cursos avançados de ensino médio e demais interessados pelo tema.O autor encarou o desafio de adequar o tom da escrita de forma a atender o abrangente grupo de leitores, visando não "confundir o iniciante nem entediar o especialista". Dividida em qua tro partes, a publicação começa apresentando os principais vetores que compõem a crítica no presente. No segundo capítulo, são desenvolvidos quatro estudos de caso, que demonstram a variedade e disparidade histórica da atividade. "Procurei evitar o m odelo de uma história geral, linear e homogênea da crítica, porém não desejava lidar só com o presente, como se o passado não influenciasse o contemporâneo. A saída foi escrever estudos de caso", revela o autor. Depois de abordar o processo de tecnol ogização da crítica – "na medida em que ela passa a ser incorporada ao sistema universitário, o que faz com que seus conceitos tornem-se cada vez mais sofisticados e, por vezes, abstrusos" –, Durão conclui a obra buscando delinear a situação de crise na qual se encontra a crítica na contemporaneidade. A contracapa assegura que "o objetivo é chegar ao final com uma caracterização crítica da crítica nos dias de hoje, para mostrar como essa atividade tornou-se extremamente vital, um campo repleto d e possibilidades, e, ao mesmo tempo, uma atividade imersa em profunda crise". De fato, a crítica literária jornalística merece atenção especial, como analisa o especialista: "Os jornais já há algum tempo vêm passando por uma série crise financeira. C omo resposta a isso, têm cada vez mais se adequado a uma lógica de mercado. A decadência dos suplementos literários é visível. Isso faz com que a produção acadêmica deva esforçar-se para suprir o papel, da melhor forma que puder, que antes era dese
Minha Conta