Suspiros na Quietude Código: 733811

  • Rubercil Ribeiro
ALL PRINT EDITORA
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Rubercil Ribeiro
ISBN9788541110266
Numero de Páginas244
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraALL PRINT EDITORA
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

O pragmatismo do mundo moderno tem estreitado sobremaneira as veredas do nosso coração. Sob a égide de um positivismo exacerbado, ele vem cerrando as frestas que refrigeram nossa alma, roubando-nos a principal virtude, a fecunda e liberta imaginação, transformando-nos em opulentos icebergs à deriva na imensidão de um oceano com possibilidades inimagináveis. É inegável o fabuloso conforto e bem-estar que a parafernália high-tech, a internet e outros inventos da modernidade tem nos proporcionado, mas havemos de reconhecer que nada substitui o bom e velho papo em família. Às vezes, pergunto-me: por que não contamos mais estórias aos nossos filhos? Por que não desligamos o televisor ou o computador mais cedo, reunimos a molecada em nossa cama p ara lhes contar uma bela estória? Não importa se real ou simples quimera, se tenha enredo ou sentido, mas é essencial que haja a mais pura emoção. Creio que o prazer pela leitura deve ser difundido ainda na infância, e a escola tem um papel de suma i mportância nesse quesito. Tal hábito levará o aluno ao encontro de sua liberdade de criação e expressão, fantasia e imaginação, ampliando sobremaneira sua linguagem. No entanto, muitas vezes a escola, como elemento coercitivo, tem sufocado a imaginaç ão criadora dos seus alunos, roubando-lhes o senso crítico. Por ser peculiar, a linguagem não pode ser entendida apenas como a forma que o indivíduo dispõe para exteriorizar o pensamento ou os seus sentimentos, mas como a possibilidade de realizar aç ões, de agir e atuar sobre o próximo para a interação e construção de pontes. Somos o que comemos e profetizamos, isso é verdade, mas também é certo que somos veraz o que lemos e pensamos.
Minha Conta