Livro da Selva, O Código: 722049

  • Rudyard Kipling
L&PM
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 20 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Rudyard Kipling
ISBN9788525433985
Numero de Páginas176
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraL&PM
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

"Bem mais que um clássico infanto-juvenil, selvas, planícies, mares - são alguns dos cenários dos sete contos que formam este volume. Mas não é à toa que chama-se Livro da selva - pois "selvagem" é o adjetivo que dá o tom de todos os textos, que retr atam a vida livre e indômita de personagens que vão de meninos criados por lobos a outros animais, em oposição à civilização humana. Embora Rudyard Kipling (1865-1936) nunca tenha estado nas selvas indianas, suas narrativas e descrições são vívidas e deliciosas, e os confrontos e diálogos retratados fazem destas histórias aventuras perfeitas. Se por um lado a trajetória de Mogli - o menino lobo que é a maior criação do autor - tem um aspecto edificante (pois ele cresce e se depara com o dilema d e ter de abandonar a vida selvagem para se juntar à civilização dos homens, inimigos dos animais), por outro lado, Kipling mostrou uma sensibilidade à frente do seu tempo ao comparar a infância com a vida selvagem, numa época em que a psicologia infa ntil ainda era incipiente. Histórias do Livro da selva foram inúmeras vezes adaptadas para quadrinhos, teatro e cinema, mas a mais célebre de todas as versões foi Mogli, o menino lobo, dos estúdios Disney. O longa de 1967 - última produção a ser supe rvisionada pessoalmente por Walt Disney, antes de sua morte - foi lançado com imenso sucesso de público e conquista espectadores até hoje. Mas engana-se redondamente quem pensa que este é um "livro para a juventude": nada poderia ser mais redutor. Se estamos diante de um livro de aventura para crianças, é para a criança que vive dentro de cada leitor. Prêmio Nobel 1907"
Minha Conta