Amiano Marcelino, Histórias: Livro 31 e Anônino Valesiano Código: 747555

  • Pedro Benedetti
CRV
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 40 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Pedro Benedetti
ISBN9788544413067
Numero de Páginas224
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraCRV
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

As Res Gestae de Amiano Marcelino são uma verdadeira “epopeia da Res Publica”, para usarmos a expressão do célebre historiador Santo Mazzarino. Escrita com uma sobriedade sem igual e num estilo literário que não encontra paralelo no período em que fo i composta, esse monumento literário da Antiguidade Tardia narra os acontecimentos importantes que marcaram o Império Romano do período de Nerva até a morte de Valente, embora apenas tenham sobrevivido os livros de Constâncio II em diante. O livro 31 é o fechamento dessa obra monumental, ele narra todos os eventos funestos que culminaram na batalha de Adrianópolis, um desastre militar que levou à morte o próprio imperador, boa parte de seu Estado-maior, e selou o destino do Império Romano no dec orrer do século seguinte. As crônicas menores ao final nos dão uma boa ideia do mundo que havia surgido dessas transformações. O primeiro texto trata da ascensão ao triunfo final de Constantino e nos mostra o nascimento de um novo império, sob uma no va ordem secular e espiritual. O segundo trata dos eventos que se passam um século depois de Adrianópolis, a chegada de Odoacro na Itália e a deposição do último imperador romano, bem como da chegada de Teoderico e o estabelecimento do Reino Ostrogót ico. A leitura desses documentos em conjunto é indispensável àquele que deseja mergulhar num mundo em constantes e intensas transformações que está na gênese do que compreendemos como Civilização Ocidental.
Minha Conta