Caçadas de Pedrinho Código: 729347

  • Monteiro Lobato
GLOBINHO - GLOBO
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 15 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Monteiro Lobato
ISBN9788525061676
Numero de Páginas159
Numero de Edição4
Ano de Edição2016
EditoraGLOBINHO - GLOBO
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

"Clássico que embalou a imaginação de diversas gerações e considerado até hoje leitura obrigatória da literatura infantojuvenil brasileira, Caçadas de Pedrinho é o segundo lançamento da nova coleção da Globinho das obras de Monteiro Lobato para crian ças. Com texto integral, o título ganha nova edição com ilustrações do premiado artista plástico Eloar Guazzelli. O livro segue o mesmo projeto gráfico de Reinações de Narizinho, lançado recentemente. Na história, escrita em 1933, Pedrinho, ao lado d e Narizinho, Emília, Rabicó e Visconde de Sabugosa, vai à caça de uma onça-pintada escondida na mata fechada do capoeirão de taquaraçus, próxima ao Sítio do Picapau Amarelo. “E aí, o que acontece? Se vocês torcem pela onça, Lobato nos mostra que há s empre uma forma de se defender coletivamente, sem depender das ações do governo, que no livro só atrapalha. E garanto que vão vibrar com a assembleia dos bichos, que se reúnem para decidir no voto, depois de ouvidas todas as opiniões, até mesmo as ma is disparatadas, a melhor forma de se livrarem dos ataques dos humanos”, afirma Ziraldo, na apresentação do livro. Um rinoceronte fugido de um circo também passeia pelas páginas de Caçadas de Pedrinho em uma divertida e absurda crítica à burocracia j á tão presente no país naquela época. Monteiro Lobato conta uma história que é parte da memória afetiva de sucessivas gerações, narrando de maneira criativa as artimanhas das crianças, zombando das complicações do mundo adulto e inventando a infância brasileira."
Minha Conta