Angústia e Tempo na Obra Freudiana Código: 740191

  • Thais Klein
JURUA
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 9 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Thais Klein
ISBN9788536261720
Numero de Páginas122
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraJURUA
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

Este livro consiste em uma revisão das teorias sobre a angústia presentes na obra freudiana, articulando-as com a temporalidade. No primeiro capítulo, apresentamos como Freud descreve em sua obra duas dimensões da angústia. Uma dimensão mais elabo­r ada articulada às psiconeuroses, ou, como são chamadas pos­teriormente, às neuroses de transferência, e ao mecanismo de recalque e outra, menos elaborada e de cunho traumático, que aparece principalmente nos primeiros escritos freudianos, relacio­na da à questão das neuroses atuais. Esta descrição sofre, em 1926, uma mudança quando essas duas dimensões passam a se configurar como indissociáveis através das designações de angús­tia automática e angústia sinal a primeira correlata à dimensão trau mática deste afeto e a segunda à dimensão mais elaborada. No segundo capítulo, vamos explorar a dimensão mais elaborada deste afeto articulando-a ao tempo do a posteriori. No terceiro capítulo, o enfoque recai na angústia de cunho traumático e sua relação com a temporalidade calcada no vazio temporal. Por fim, procuramos reafirmar um ponto de vista que se manteve ao longo de todo o livro, a saber: não se trata de patologizar a experiência traumática de angústia e positivar uma outra dimen­são deste afeto, mas de poder enxergar a potência que este afeto comporta.
Minha Conta