Introdução À Psicanálise Existencial: Existencialismo, Fenomenologia e Projeto de Ser Código: 744193

  • Fernando Gastal de Castro
JURUA
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 9 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Fernando Gastal de Castro
ISBN9788536263281
Numero de Páginas250
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraJURUA
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

O que é a psicanálise existencial? É a questão que este livro trata de desenvolver. Postulada em termos teóricos e metodológicos pelo filósofo Jean-Paul Sartre, primeiro em seu ensaio de ontologia fenomenológica (O Ser e o Nada, 1943) e depois em seu s estudos biográficos, a psicanálise existencial mostra-se ainda pouco desenvolvida no campo das ciências humanas e sociais. Este trabalho é um esforço de suprir esta carência. O que podemos esperar de uma psicanálise fundada em uma Filoso­fia da Ex istência e da História? Em síntese, lhe cabe a tarefa, um tanto complexa e desafiadora podemos dizer, mas, ao mesmo tem­po, muito pertinente aos nossos dias, de desvelar os nexos entre cada paciente, cada singularidade, cada caso, cada projeto partic ular enfim, e sua história e sua época. Trata-se, em suma, de tornar com­preensíveis as formas do humano se produzir como singularidade a partir da liberdade radical do existir e de sua situação, bem como, traçar seus vínculos e implicações com a uni versalidade de seu tempo histórico. Este livro está dividido em duas partes. A primeira, Esboço de uma teoria do projeto, trata de apreender os contornos teóricos daquilo que se faz a base da psicanálise existencial, qual seja, a noção de projeto de ser. A se­gunda parte, Estudos Clínicos em torno da noção de projeto de ser, busca dar concretude à noção de projeto esboçada, mostrar as possibilidades de compreender fenômenos psíquicos específicos como o pânico, a psicose e a ansiedade. Intentamo s, além do mais, desnaturalizar estes problemas, desbiologizar suas compreensões, mostrar a raiz antropológica destes males e, por fim, indicar o que eles nos dizem do sujeito e da sociedade em que vivemos.
Minha Conta