Motociclismo: Um Giro Pela América Código: 744389

  • Paulo MS Coelho Santos
UFSC
FracoRegularBomÓtimoExcelente Sem avaliação
à vista no boleto bancário

Este produto será entregue por um de nossos parceiros

Produto Sob Encomenda: Este produto não está disponível para entrega imediata e será encomendado junto à editora. Previsão de postagem em até 10 dias úteis + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Avalie o produto:
Excelente

Características do Produto

Autor(es)
  • Paulo MS Coelho Santos
ISBN9788532807793
Numero de Páginas122
Numero de Edição1
Ano de Edição2016
EditoraUFSC
Ano de Publicação2016
EncadernaçãoBrochura
OrigemNacional

Sinopse

Quase sem destino. A Trans-Labrador Highway, ou THL, cruza todo o território de Labrador e Newfoundland, no extremo norte do Canadá. É uma estrada de 1290 quilômetros feita na maior parte de rípio, um tipo de cascalho, e é pavimentada com asfalto. Fi ca numa região remota, de um frio extremo e se aproxima do Círculo Polar Ártico. Ela é um dos principais cenários do livro Motociclismo - um giro pela América, "pilotado" por Paulo Coelho dos Santos, que há 30 anos já tinha se aventurado de bicicleta com mais dois amigos pela Europa. Dessa vez, ele foi sozinho, o primeiro brasileiro a atravessar a THL de moto, correndo o risco de uma tempestade tardia de neve, já que escolheu cruzar a Trans-Labrador no meio de maio, pouco tempo depois do degelo. A origem de tudo? Olhando a chuva, tomando um café e assistindo a TV. Enquanto zapeava de canal, Paulo viu uma imagem que chamou a atenção: num ambiente árido, montanhoso e isolado, motociclistas em pé pilotando motos superequipadas cruzando a regiã o. "O documentário alternava cenas de tirar o fôlego e depoimentos dos participantes", lembra Paulo, e o lugar era a histórica Silk Road, ou Rota da Seda, a estrada mais longa que já existiu no século XIII e que ligava o ocidente ao oriente desde Con stantinopla, atual Istambul, até a China. Os motociclistas faziam parte do GlobeRiders, e através desse grupo Paulo Santos conheceu Laura e Tom, americana e canadense, que vieram a Florianópolis e foram o ponto de partida da viagem, que originalmente sairia da Ilha de Santa Catarina e desceria para o sul, até a Terra do Fogo na Patagônia argentina, onde está "o fim do mundo", a cidade de Ushuaia. Com Laura, Tom e muitos cálculos depois, Paulo fez a opção pela terra de Tio Sam como ponto de parti da: subir a Costa Leste a partir de Miami, até o extremo norte do Canadá e depois para a Costa Oeste, descendo então a Ushuaia e voltando a Florianópolis. Decisão tomada, rumo ao hemisfério norte. O resto é história e Um giro pela América, obra publi cada pela Editora da UFSC que "atravessa" diversos estados americanos, desde o Maine, passando por New York, Vermont Pennsylvania, Missouri, Colorado Nevada e a Califórnia, traz a reboque, segundo Paulo, uma lição: "Toda experiência vivida fora da no ssa zona de conforto é uma oportunidade de crescimento pessoal. Nós aproveitamos ou não".
Minha Conta